Shalom!

Comece agora a estudar Hebraico Bíblico e entender a Bíblia com mais clareza. Clique no link abaixo e acesse suas AULAS GRATUITAS. Comece AGORA!!! Clique aqui!

O Livro do Profeta Jonas é um dos livros mais polêmicos da Bíblia por ser repleto de milagres e principalmente porque esses milagres acontecem com um profeta desobediente.  Mas não é nem de longe uma história para crianças.

INTRODUÇÃO

Para compreender a história narrada no livro de Jonas é necessário saber quem ele era, de onde veio, e porquê não queria ir pregar em Nínive. Será que você iria?

Este livro não é sobre uma “baleia” que engoliu um homem de Deus, mas sobre a misericórdia de Deus sobre um povo cruel, um povo gentil. 

Leia esse artigo até o final e acabe com muitas de suas dúvidas…ou pesquise mais sobre o assunto para confirmar o que lê.

Quem foi o Profeta Jonas?

O nome Jonas vem do hebraico Yonah, mesma raiz que deu origem ao nome pomba (יוֹנָה).

O Profeta Jonas era hebreu do norte do Reino de Israel, natural de Gade-Hefer, que fica em Zebulom, ao Norte de Nazaré, na Galiléia. Isso mesmo, Jonas era galileu. Yoná ben Amitai, significa que Yoná, Jonas era filho de Amitai, que também foi profeta, e cujo nome significa “minha verdade”. Então Yoná ben Amitai significa Jonas, filho da verdade. 

Registros Bíblicos

O Livro de Jonas é o quinto dos 12 profetas menores incluídos no Tanakh, que segundo estudiosos viveu no início do século VIII a.C., e profetizou durante o reinado do rei de Israel Jeroboão II.

Nesse tempo Israel era dividido entre Reino do Norte, que era Israel, formada por 10 tribos, incluindo Zebulom, cuja capital era Samaria. E Reino do Sul, que era Judá, formada por 2 tribos, cuja capital era Jerusalém. Então Jonas profetizou sobre o Reino do Norte.

A primeira aparição de Jonas na Bíblia ocorre no livro de 2 Reis 14.25 quando se confirma sua profecia sobre a instalação das fronteiras de Israel desde a entrada de Hamate até o mar da planícies. Depois tudo que está relatado sobre Jonas na Bíblia encontra-se no livro com seu nome.

Então o projeta Jonas não surgiu do nada no livro de Jonas sem contexto algum, embora pareça num primeiro momento. Ele era reconhecido no meio do povo dele.

Navio naufragando por causa do profeta Jonas

Ordem de Deus e desobediência do Profeta Jonas

O livro de Jonas começa com uma ordem do Deus de Israel, que mandava ele se levantar e ir pregar para a grande cidade de Nínive, porque a maldade dos ninivitas desagradou ao Senhor. Mas o profeta se levantou, foi para o porto de Jope, e pegou um navio em sentido contrário, para Társis.

Devido sua desobediência, Deus enviou uma grande tempestade que quase quebrou o navio onde estava. Mas enquanto todos os marinheiros estavam desesperados clamando aos seus deuses para acamar a tempestade, Jonas foi achado dormindo. Fato que irritou os demais.

A Bíblia diz que os marinheiros lançaram sortes e o “sorteado” foi Jonas. Então ele confirmou que a tempestade era por culpa de sua desobediência a uma ordem do seu Deus e que ele deveria ser jogado no mar para que a tempestade cessasse.

Os marinheiros,  à princípio recusaram a ideia, mas o mar não se acalmava e no sorteio Jonas foi considerado culpado, então o lançaram ao mar, e este se acalmou.

Pode parecer estranho uma condenação baseada em um sorteio, mas era uma pratica comum, inclusive entre o povo de Israel, no Antigo Testamento, onde os Sacerdotes usavam o Urim e Tumim para saber a vontade de Deus, ou dar uma sentença. Como provavelmente ocorreu também na condenação de Acã, em Josué 7.16-18.  

O Profeta Jonas é engolido por um grande peixe

Aqui está o relato mais conhecido do livro de Jonas, e também o que causa mais discussões, pois ao invés de morrer afogado como esperavam os marinheiros, um grande peixe o engoliu. Acha que isso é absurdo, mas não é.

O cachalote, maior dos cetáceos com dentes, na verdade o maior animal com dentes que existe povoava o mar Mediterrâneo naquela época. Acontece que esse animal costuma transportar seus bebês doentes na boca, que é grande como um pequeno quarto, e leva-os à tona.

Embora o resgate de humanos por esses animais seja incomum existem relatos semelhantes ao que ocorreu com o profeta. O caso mais famoso ocorreu com um marinheiro naufragado inglês, que teria sido salvo por um cachalote perto das ilhas Malvinas durante a Primeira Guerra Mundial.

Segunda a Bíblia Jonas passou três dias e três noites dentro do peixe e após se arrepender e orar insistentemente ao Senhor foi vomitado em terra seca. Provavelmente no mesmo lugar de onde ele saiu, pois Deus lhe dá novamente a mesma ordem.

Pregação do Profeta Jonas em Nínive

Finalmente após ser lançado em terra, o profeta Jonas pregou aos ninivitas conforme Deus havia ordenado e a cidade naquele momento se arrependeu de seu pecado e foi poupada por Deus. Fato que aborreceu o profeta.

Nínive era uma cidade grande e poderosa que era capital do temido império da Assíria, que constantemente atacava Israel e durante o reinado de Acaz subiu contra Damasco, e tomou-a e levou cativo o povo para Quir, e matou a Rezim. Como podemos ler em 2 Reis 16.9.

Portanto, executar a ordem do Senhor era bastante perigoso, principalmente porque diante do arrependimento do povo, Deus não executaria a sentença e ele seria considerado um falso profeta. Além disso, Jonas achava que os ninivitas por causa da sua maldade, não mereciam a misericórdia de Deus.

Os assírios eram um temido inimigo de Israel e com razão, pois 52 anos após o término do reinado de Jeroboão II, eles exilaram as 10 tribos que pertenciam ao reino do Norte. Jonas já pressentia isso, e por causa de seu amor e fidelidade ao povo de Israel arriscou sua vida indo contra uma ordem do grande Deus.

Arrependimento do ninivitas

A Misericórdia de Deus

O Profeta Jonas ficou muito aborrecido porque Deus poupou o povo de Nínive após o seu arrependimento, porque na opinião dele aquele povo não merecia perdão. Então ele disse ao Senhor que não queria ir lá pregar porque não queria que aquele povo fosse perdoado.

Você verá o surgimento milagroso de uma aboboreira para fazer sobra para Jonas. A planta nasceu em um dia e no dia seguinte morreu, mas ele lamentou pela morte dela.  Então Deus usa a aboboreira para explicar sobre misericórdia para o profeta.

A aboboreira surgiu na história com um propósito e não era fazer sobra, mas mostrar a importância da vida. A vida da planta foi mais importante para o profeta do que a vida de mais de 120 mil pessoas que não tinham nenhum discernimento sobre as coisas de Deus. Não sabiam a diferença entre a mão direita e a mão esquerda, pois eram completamente ignorantes sobre Deus.

Mas não julgue o profeta Jonas, pois se você é do tipo que acha que bandido bom é bandido morto também não iria em uma comunidade dominada pelo tráfico pregar arrependimento para o chefe da facção. Afinal, você crê que eles são bandidos cruéis e que não merecem salvação.

Outra Curiosidade sobre o profeta Jonas

Segundo escritos do Midrash e Talmud o profeta Jonas era filho da viúva de Sarepta, que alimentou o profeta Elias. Ele foi portanto, o menino que Elias ressuscitou e posteriormente tornou-se seu discípulo e após sua acessão, discípulo de Eliseu. 

Apesar de fazer sentido, inclusive pelo fato de ser o único profeta de Israel enviado a pregar a um povo pagão, merece um olhar atento por não estar na Bíblia, mas somente em escritos judeus.

Outro fato que merece destaque é que o livro de Jonas é muito importante para os judeus, tanto que é lido nas sinagogas nas últimas horas de Yom Kipur (o dia do perdão).  Afinal, esse é o tema central do livro, arrependimento e perdão.

CONCLUSÃO

Infelizmente, 125 anos da manifestação do arrependimento diante da pregação de Jonas. Nínive voltara aos antigos pecados de idolatria, impiedade e brutalidade. Mas Deus lhes deu uma oportunidade de salvação como tem dado a nós, embora indignos.

Jonas foi o Messias dos ninivitas, que passou 3 dias no ventre do inferno e ressurgiu pregando arrependimento. Fato citado por Jesus durante o seu ministério terreno.

Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal do profeta Jonas. E, deixando-os, retirou-se.
Mateus 16.4

Jesus sofreu e morreu por nós, então ressuscitou após 3 dias para alcançarmos a salvação mediante o arrependimento.  E Ele fez tudo isso por pecadores, que muitas vezes também rejeitam o Seu sacrifício voltando as velhas práticas pecaminosas e crucificando-o novamente.

Portanto, reflita antes de julgar, pois nenhum de nós merece nada de Deus, mas recebe por sua infinita misericórdia e graça.

Post – Quem foi o Profeta Jonas

Tags – Profeta Jonas, Jonas foi engolido por um peixe, Nínive, desobediência, misericórdia, arrependimento

Posts Relacionados – Perdoar: 4 dúvidas frequentes sobre o perdão

Olhos Ungidos: 4 colírios para limpar sua visão espiritual

Avalie Esse Estudo

Muito Obrigada Pela Avaliação! 4.7 / 5. Contagem de Votos 31

Seja o Primeiro a Avaliar esse Estudo.

Início » Quem foi o Profeta Jonas

O QUE VOCÊ SABE SOBRE O FIM DOS TEMPOS?

Você conhece os sinais que antecedem o arrebatamento?

Compreende quando será a grande tribulação e o milênio?

Sabe tudo sobre o juízo final?

Se nenhum desses assuntos te interessa você pode voltar para o site e ler outro artigo.

Mas se você é um cristão que reconhece a importância de conhecer profundamente sobre ESCATOLOGIA BÍBLICA clique no botão abaixo para mais informações.

Avalie Esse Estudo

Muito Obrigada Pela Avaliação! 4.7 / 5. Contagem de Votos 31

Seja o Primeiro a Avaliar esse Estudo.

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

Edite Meirelles
Edite Meirelles

Formada em Matemática pela UERJ, pós graduada em Novas Tecnologias no Ensino de Matemática pela UFF. Minha primeira sala de aula foi lecionando para adolescentes na EBD, mas atualmente leciono apenas Matemática pela Rede Pública de Ensino e sou Intercessora no Ministério Visão Ágape. Criei a Bíblia Compartilhada para compartilhar a Palavra de Deus com você, que como eu quer aprender mais sobre Deus.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olivro de Jonas foi escrito pelo9s judeus do reino do sul no tempo de Esdras, quando Judá era Vassalo dos Seleucidas, não é mencionado neste estudo,que a cidade de Níunive não existia mais na época em que foi escrito, tanto que a mnesma cidade é discriminada no próprio livro de Jonas,que sim, é umdos livros mais bonitos da bíblia, mas não é literal.

    • Agradeço por seu comentário, porém não compreendi.
      Não afirmei no texto que Nínive foi destruída, mas que ela voltou aos mesmos pecados, e voltou.
      A Bíblia diz que Jonas profetizou durante o reinado de Jeroboão, filho de Jeoás, rei de Israel. 2 Reis 14.23-25.
      E me perdoe, mas também não concordo que o texto não é literal, pois foi o próprio Jesus que citou o ocorrido com Jonas. Se ele não foi engolido por um peixe, então morreu afogado e o mar o jogou na praia, e ali ele ressuscitou no terceiro dia.
      Além disso tem a leitura realizada em Yom Kippur que é um dos dias mais importantes para os judeus. É o dia da Expiação ordenado pelo próprio Deus. Não creio que seja lido apenas por sua beleza.

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.